Rede Lopes

Estamos conectados ao maior banco de imóveis compartilhado da América Latina.

A genialidade de Zaha Hadid

São Paulo, 20 de janeiro de 2022

Primeira mulher a ganhar o conceituado prêmio Pritzker de arquitetura, em 2004, a iraquiana-britânica Zaha Hadid ganhou a alcunha de “rainha das curvas” graças aos traços ousados e não lineares de seus projetos. Nascida em Bagdá, no Iraque, em 1950, ela radicou-se em Londres, de onde comandou um escritório que hoje pertence aos seus funcionários e continua realizando obras espetaculares pelo mundo. Um ataque cardíaco durante um tratamento para bronquite abreviou a sua intensa e prolífica trajetória, em 2016, aos 65 anos. 

Admiradora do brasileiro Oscar Niemeyer, também fã de curvas e formas orgânicas, a arquiteta sempre criava um espaço público em suas construções com o intuito de conectar as pessoas e diminuir a segregação urbana. A seguir, apresentamos alguns de seus projetos mais representativos.

1.Heydar Aliyev Centre

Localizado em Baku,  o centro cultural foi criado para quebrar as formas rígidas da arquitetura soviética que marcam a paisagem urbana da capital do Azerbaijão. O escritório de Zaha Hadid foi escolhido a partir de um concurso realizado em 2007. O projeto cria uma relação fluida e contínua entre a praça que o enlaça e o interior do edifício, tornando os espaços acolhedores e facilitando o trânsito dos visitantes entre as diferentes salas e ambientes. Zaha e sua equipe foram especialmente bem-sucedidos porque conseguiram reproduzir as características da arquitetura islâmica tradicional e, ao mesmo tempo, criar um espaço visivelmente contemporâneo. A fachada também é um primor: suas curvas e formas orgânicas exigiram avançadas técnicas construtivas.

2. Riverside Museum

Anexo ao Glasgow Museum of Transport, em Glasgow, na Escócia, o prédio tem um ousado teto em zigue-zague que se destaca às margens do rio Clyde. A genialidade está também nas paredes externas de vidro que refletem a cidade, de um lado, e um barco ancorado em frente ao prédio, de outro, o que remete ao tema do museu e à vocação industrial que marca a história da cidade escocesa. O acervo do museu, aliás, também reflete com precisão essa característica, reunindo todo o tipo de meios de transporte, desde carrinhos de bebê até uma locomotiva a vapor.

3. Guangzhou Opera House

A acústica perfeita e as formas orgânicas, inspiradas nas margens moldadas por séculos de erosões das margens do rio Pérola, onde está localizada, fizeram dessa ópera chinesa um marco da cidade de Guangzhou. Zaha e seu time conseguiram unir harmonicamente os edifícios culturais da área com as torres de grandes conglomerados financeiros de Zhujiang e, mais do que isso, criar auditórios espetaculares que encantam os visitantes. A sala principal, com 1.800 lugares, tem formas orgânicas e uma infinidade de luzinhas que lembram um céu estrelado. 

  1. Zaragoza Bridge Pavilion

O futuro é agora para quem visita essa obra espetacular de Zaha Hadid sobre o rio Ebro, em Zaragoza, Espanha. Construída para a Expo 2008, serve para a travessia de pedestres, entrada para as grandes exposições e pavilhão. A estrutura teve que ser montada em terra firme e depois transportada para o local, num grande desafio para os engenheiros responsáveis por tirar o projeto do papel. A pele externa do edifício, cuja forma é inspirada em uma flor chamada gladíolo, é formada por triângulos que permitem a entrada de ar e ventilam naturalmente o espaço interno. 

  1. Hotel Morpheus

Localizado em Macao, China, o hotel destaca-se na paisagem com seus três elementos vazados e pela fachada coberta por retículas geométricas. Detalhe: essas formas externas são estruturais, liberando os espaços internos, pois dispensam o uso de pilares e vigas que costumam ficar nas áreas fechadas. Trata-se do primeiro edifício construído com essa técnica, o que lhe valeu vários prêmios. 

  1. Aeroporto Beijing Daxing

Segundo maior aeroporto do mundo, com 700 mil metros quadrados de área total, foi inaugurado em 2019. O design futurista é inspirado nos princípios da arquitetura tradicional chinesa, em que um pátio central serve de ponto focal para vários espaços interconectados. Outro destaque do projeto é sua vocação sustentável: painéis solares, aquecimento sem uso de energia externa e um sistema inteligente de uso e reaproveitamento de água são algumas das técnicas adotadas. 

 



Posts recentes

Um exclusivo paraíso tropical na costa australiana

Patrimônio mundial da Unesco localizada na Austrália, a aproximadamente 600 quilômetros da costa do país, a ilha Lord Howe é um verdadeiro paraíso tropical a ser descoberto e saboreado com tranquilidade. Com apenas 11 quilômetros de comprimento, 2 de largura e cerca de 380 moradores permanentes, trata-se de um dos destinos mais procurados por quem […]

Leia Mais
Wellness no mercado imobiliário

O conceito ganhou relevância quando o assunto é ativo econômico. Wellness foi umas das tendências mais aceleradas no mercado imobiliário nos últimos dois anos. Segundo o Global Wellness Institute, o mercado imobiliário de bem-estar apresenta crescimento médio anual de 6,4% desde 2015 e pode chegar a US$ 197 bilhões ainda este ano. Quando o assunto […]

Leia Mais